Dia do Poeta (parte II)

O poeta foi assaltado
Por duas letras “A” que saltaram de sua folha
Em plena Copacabana
Repentinamente
Era dia de semana.
Levaram-lhe a inspiração
Lembrou-se das casas com luz e pessoas sem ler
Lembrou-se das mentes criativas censuradas pela lei
O poeta tocou a face e enxugou o pranto
Sabendo que tem muito mais da mesma...
Passou agora a distribuí-la.

André Anlub®


Homenagens recebidas #DiaDoPoeta

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI