Ótimo Sábado

Láurea “Maestro Wilson Dias da Fonseca" 2015

 

 Muito honrado, lisonjeado e feliz com a láurea que recebi da ALUBRA (Academia Luminescência Brasileira) que traz o nome do maestro Isoca*.
Como nem todos sabem, eu nasci em Belém do Pará em 1971, e com menos de 1 ano de idade viajei em um Fusca 69 com minha mãe, avó, avô e tia para o Rio de Janeiro, onde me criei nas praias, subindo em árvores, escalando montanhas, surfando, estudando, jogando bola e fazendo algumas doideiras. Comecei a andar de bicicleta muito cedo e frequentei e cresci na praça Edmundo Bittencourt (Bairro Peixoto/Copacabana); vivi 31 anos nesse Bairro, depois mudei-me para a região serrana e agora me encontro no Nordeste. Tenho primos e tios em Belém, na década de 90 voltei para visitar a terrinha e em breve repetirei a visita.
*”Wilson Dias da Fonseca (Santarém, 17 de novembro de 1912 – Belém, 24 de março de 2002) foi um grande maestro, compositor e escritor brasileiro. É um grande incentivador para difundir a cultura do folclore e da história da Amazônia, atuando também como fundador da Academia Paraense de Música e membro da Academia Paraense de Letras. Compôs mais de mil e seiscentas músicas, muitas delas inspiradas em temas folclóricos e nas belezas naturais da terra natal. Em Santarém, desde 1994 existe uma escola de música que leva o seu nome; também conhecido por maestro Isoca, foi herdeiro de uma tradição musical que começou com o seu pai, o maestro José Agostinho da Fonseca (1886-1945), e chegou à geração atual. Foi membro da Academia Paraense de Música (cadeira nº 24, que tem como patrono seu pai e atual ocupante Vicente José Malheiros da Fonseca, seu filho) e da Academia Paraense de Letras (cadeira nº 7). Funcionário aposentado do Banco do Brasil, jamais se afastou de sua terra. Ao falecer, deixou viúva a Srª Rosilda Malheiros da Fonseca e 6 filhos, além de netos, quase todos dedicados à música. Wilson Fonseca faleceu em Belém, no dia 24 de março de 2002, com 89 anos, e foi sepultado em Santarém, quando recebeu homenagem do povo de sua terra, tendo a Prefeitura Municipal decretado luto oficial pela sua perda. O fato mereceu registros na imprensa, em diversos órgãos privados e públicos, inclusive no Congresso Nacional, em Brasília.”.
Mérito Cultural Maestro Wilson Dias da Fonseca - Fonte: Wikipédia

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer