Esvazie-me, preencha-me...


Esvazie-me – preencha-me
conheça o verso e o avesso,
rima após rima,
sabe que deixo!
E depois,
ao acordar sozinha,
vá viver se estou na esquina.

André Anlub®

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer