Ótima tarde de quarta!

"Michael J. Fox está com 55 anos e, há 25, foi diagnosticado com o Mal de Parkinson, doença degenerativa que afeta os movimentos, causa tremores e, pelo menos até agora, não tem cura. Nada disso impediu que ele reproduzisse os acordes de guitarra em seu momento mais clássico no cinema: a cena com a música “Johnny B. Goode” no filme De Volta para o Futuro, de 1985. E não foi em um vídeo editado, em ambiente controlado. Foi ao vivo, em Nova York, no palco de um show do Coldplay, uma das maiores bandas de rock da atualidade.

A participação foi um pedido de Moses, filho de Chris Martin, líder da banda, com a atriz Gwyneth Paltrow. Ele aparece no telão pedindo para o pai tocar “uma música de nosso filme favorito, ‘De Volta para o Futuro'”. Chris Martin, ao violão, começa a tocar “Earth Angel”, uma baladinha que Marty McFly, personagem de Michael J. Fox, toca antes de introduzir o rock n’roll aos humanos do passado (se você não viu o filme, pare tudo para sempre até acabar de ver, por favor). Depois, Martin introduz seu convidado especial: “Senhoras e senhores, direto do melhor filme de todos os tempos, por favor recebam o senhor Michael J. Fox.”

Fox entra no palco e toca a balada até o fim com o resto da banda. Mas faltava o gran finale. Chris Martin, então, anuncia “Johnny B. Goode” e o eterno Marty McFly faz até a parte dos solos de Chuck Berry, compositor da música e inventor do rock. É perfeito? É sim, é perfeito. Dane-se a técnica. Chris Martin agradece ao convidado no fim da performance: “Nosso sonho se tornou realidade. Obrigado, Michael. Que cara sensacional, sensacional, sensacional.” Veja, abaixo, esse momento histórico e nostálgico de superação e muito rock n’roll."

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer