Esses tais loucos... os poetas

Escrito do amigo Avelino Acacio da Cunha

"Amigos, rebusquei nos meus escritos que venho fazendo nos últimos 50 anos, mas não encontrei o que pretendia. Resolvi fazer outro, que aqui vai em exclusivo para vcs, com remate especial que inclui vossos nomes...! Loucas saudações poéticas !!!"

Esses tais loucos... os poetas

Vivem olhando a lua,
andam descalços na rua,
dormem e sonham ao luar...
Dançam nas águas do mar,
conversam até com o vento,
buscam no Olimpo talento,
escrevem letras no vazio...
Sentem calor quando é frio...
se alimentam de ambrosia,
criam um limbo em fantasia,
vão às infinidades dos céus,
perguntam onde está Deus,
desafiam o sempiterno,
visitam qualquer inferno...
Levitando pelo espaço,
vão sem medo do fracasso...
provocam as potestades,
criam novas divindades,
separam o corpo da alma,
agitam, mas querem calma...!
Dando ao mundo as ilusões,
do hospício em suas orações...
Tocam harpa nas florestas,
e todos os dias são festas,
mexem na memória dos defuntos
cantando e dançando todos juntos...!

---//---

Com visões, mas sempre em paz,
ofereço o meu caduceu,
a quem mais lute por saúde.
Lembrando Larissa Vaz,
outra "louca" como eu,
e outro igual, André Anlub...!

Não é por senilidade,
apenas não me acomodo,
nem perdi a lucidez...!
Deus criou a humanidade ???
se a imaginou deste modo,
que venha ver o que fez...!!!

(Lino D'Acácia 24/03/2014)

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer