Feliz 2016

Em 2016 vamos tentar não reclamar de barriga cheia! 


Ação Corrente do Bem



"O que nos une? O desejo sincero de ver um mundo onde todos tenham a consciência da verdadeira unidade... afinal, todos somos um. 

Um mundo aonde solidariedade, respeito, igualdade, fraternidade, compaixão e caridade não façam parte de um dicionário utópico, mas sim da chama que move nossas ações no dia-a-dia. Um mundo onde todos saibam o significado da palavra empatia, mais ainda, que a tenha como uma de suas mais preciosas qualidades.

Um mundo aonde não enxerguemos a casca, o rótulo, o adjetivo aparente, mas sim as qualidades internas, as ações de bondade, as palavras de ternura. Um mundo onde não existirá negros, brancos, amarelos, gays, héteros, transexuais, evangélicos, católicos, ateus, espíritas, países do Norte ou do Sul, do Leste ou do Oeste, mas onde existam SERES HUMANOS, IRMÃOS, no contexto mais sublime da palavra.

Um mundo onde magoar, violar, ofender, maldizer, prejudicar o outro é inadmissível em todas as nações, coisas de um passado distante que todos os seres humanos deixaram para trás, e se lembram somente para se felicitarem por sua própria evolução.

Um mundo onde possamos rir de felicidade, das pequenas coisas da vida, rir de amor, rir de satisfação, rir ao ver alguém sorrir. Um mundo aonde não precisemos mais ver nosso irmão cair, sofrer, ser humilhado, discriminado para sorrirmos...

O que nos faz Cidadãos Do Bem? Convertemos esse desejo em ação todos os dias retirando uma por uma as ervas daninhas do preconceito, da discriminação, da intolerância e do ódio do coração das pessoas. Por vezes somos guerreiros, defendemos pessoas que não conhecemos por não tolerarmos ver um ser humano sofrer... Mas na maior parte do tempo somos agricultores, que plantam amor, tolerância, consciência, fraternidade, igualdade, justiça e bondade em nossos próprios corações e no coração do próximo.

Isso é amor, talvez seja mesmo a prática do amar incondicionalmente. Não nos importamos se você foi preconceituoso, intolerante, maldoso, fomentador da discórdia, do mal no mundo... De verdade, não nos importamos... Nos importamos sim com aquilo que você pode ser, com o seu potencial divinamente humano de ser bom, de se superar e de se unir a nós, deixando o passado para trás e olhando somente para o futuro, e temos certeza que estará ao nosso lado quando começarmos a colher os frutos de todo o amor que plantamos neste planeta.

Juntem-se a nós, compartilhem amor, tolerância, respeito e união...

Lutar pelos seus direitos é digno. Lutar pelos direitos de todos é DIVINO!!!"

Adriana Pasquinelli

O preconceito é uma prova de inferioridade. O combate ao preconceito é obrigação de todos!

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer