Ponderação vespertina.

Matéria original do Coletivo Mariachi
página Facebook: https://www.facebook.com/coletivomariachi

"É PROIBIDO VADIAR PELO SHOPPING SEM MOTIVO ESPECÍFICO PARA ESTAR PRESENTE
Esta é uma das regras prevista no "código de conduta para clientes" do shopping nova américa, em Del Castilho, Zona Norte do Rio de Janeiro. As pessoas classificadas como 'vadias', podem ser intimadas a se retirar do estabelecimento. Caso recusem-se a sair, podem ser detidas e processadas por invasão[1].
É fácil fazer, aqui, um paralelo com as manchetes policiais do início do século XX. Nesta época grandes sambistas, como João da Baiana, eram regularmente presos por "porte de pandeiro". Não muito diferentemente de hoje, como relatou outro sambista Donga, ao jornalista Sérgio Cabral (pai do ex governador do Rio de Janeiro) - infelizmente o filho é isso aí que temos - registrado em um DVD comemorativo dos 40 anos de carreira de Beth Carvalho, toda vez que um homem, geralmente negro, era detido pela polícia por vadiagem uma das primeiras providências tomadas era verificar se o homem possuía calos nas pontas dos dedos. Em caso afirmativo, concluía-se que o preso tocava violão. Segundo Donga, "era pior do que ser comunista"[2].
É revoltante perceber que um século se passou e os mesmos preconceitos continuam arraigados na sociedade. Como diz uma música do Titãs, "homem primata, capitalismo selvagem": nosso egoísmo, será nossa ruína."


Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI