A esperança me recebe de pé


'Neutro é quem já se decidiu pelo mais forte.'
- Max Weber

'Os ricos fazem tudo pelos pobres, menos descer de suas costas.'
- Tolstoi

'O que é roubar um banco comparado com fundá-lo?'
- Bertold Brecht

'O velho mundo agoniza, o novo mundo tarda a nascer, e, nesse claro-escuro, irrompem os monstros.'
- Gramsci

------ // -----

Não se diz ganancioso, apenas não se contenta com pouco;
Só não percebeu ainda que também não se contenta com muito.

Dois dos muitos problemas do endeusamento do dinheiro são: 
Nascer o ganancioso desenfreado e alimentar o frustrado deprimido.


A esperança me recebe de pé

Na busca pela lucidez, deparei-me com teu farto sorriso,
Mesmo que escondido no retrato da folha de papel. Sorri para uma lua de mel num céu limpo, solitário e mudo... E com olhos encharcados de escuro, nada mais pude ver.

Idealizo o beijo largo em sua calma boca; irrealismo é minha alma, sendo louca – pouca – desnuda. Sentindo-me agora uma pluma que sem vento é só o que é, atravesso continentes a pé e dou ré no relógio inconcluso; o tempo vira inimigo, mas a esperança me recebe de pé. E assim vem uma pergunta: o que há de se fazer? – Assistir-me no espelho e ter medo de não me reconhecer? Nada disso importa, sabemos que o momento jamais descansa, e a cada dia nossa andança dá um passo além do alvorecer. 

André Anlub

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer