Ótima semana

Alguns perguntam o porquê de apoiar uma manifestação, uma passeata; o porquê de tanta raiva e inconformismo... Se há educação e comida na vida de todos que ali estão. 
É nessa hora que notamos os muitos que não foram corrompidos, os muitos que se preocupam com o bem-estar geral, não só com satisfações particulares, ganhos e conquistas pessoais.
Ainda existe e resiste o humanismo. E não são os corações que vivem para bombear o sangue frio e aguado ao corpo; são corações que batem pelo calor humano, pra amparar e abraçar, por amor à vida e ao próximo.

As paixões incompletas estressam
Surgem, mas não se deixam ver
Ficam cobertas com o manto da noite
E somem no mais sútil alvorecer

Amo ver-te
Nua em sedução
Onde passeia minha paixão
Que toca tua alma faceira
Beleza que tonteia
Minha cálida e pálida visão.

Coloque mais um prato na mesa
Mais lenha na lareira
Ajeite a cama
Convide-a para um chá
Faça as pazes com a vida
A felicidade quer ficar.

Coração
Louco coração
Ponderado na batida
Organizado na percussão
Vive um amor proibido
Tal qual num paraíso
Tentação
Dote de beleza
Boca como doce de maça.

Ao ver e ouvir um sabiá, ponderei:
Qual outro tamanho encanto 
Faz minha boca calar-se
Acarinhando meus olhos
Cantando aos ouvidos
Tão doce e frágil
Tão inesperado
Que voa pelos quatro ventos
E pousa sem alarde
Conquistando os corações?

André Anlub®

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer